Liturgia da Palavra de hoje (21)

Primeira Leitura (Zc 2,14-17)
Leitura da Profecia de Zacarias.
14“Rejubila, alegra-te, cidade de Sião, eis que venho para habitar no meio de ti, diz o Senhor. 15Muitas nações se aproximarão do Senhor, naquele dia, e serão o seu povo. Habitarei no meio de ti, e saberás que o Senhor dos exércitos me enviou a ti. 16O Senhor entrará em posse de Judá, como sua porção na terra santa, e escolherá de novo Jerusalém. 17Emudeça todo mortal diante do Senhor, ele acaba de levantar-se de sua santa habitação”.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Lc 1,46-55)
— O Poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.
— O Poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.
— A minh’alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador,
— pois ele viu a pequenez de sua serva, desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. O Poderoso fez por mim maravilhas e Santo é o seu nome.
— Seu amor, de geração em geração, chega a todos que o respeitam. Demonstrou o poder de seu braço, dispersou os orgulhosos.
— Derrubou os poderosos de seus tronos e os humildes exaltou. De bens saciou os famintos e despediu, sem nada, os ricos.
— Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor, como havia prometido aos nossos pais, em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Evangelho (Mt 12,46-50)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 46enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. 47Alguém disse a Jesus: “Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo”. 48Jesus perguntou àquele que tinha falado: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” 49E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: “Eis minha mãe e meus irmãos. 50Pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
No meio de uma multidão, estavam a mãe, os irmãos e os parentes mais próximos de Jesus querendo falar com Ele. Talvez você pensasse assim: “Jesus teria que deixar tudo para falar com seus familiares, para falar com a mãe d’Ele, pois o mais importante são eles”. Jesus mostra-nos porque eles são ou não importantes.
Quem é importante no coração de Deus? É aquele que O escuta, aquele que é o seu discípulo, por isso, Jesus diz: “Eis minha mãe e meus irmãos”. É como se Ele dissesse: “São vocês também, porque estão parados aqui, para me ouvirem. Felizes são vocês que estão dispostos a me ouvir e a partir daí fazem a vontade de Deus”.
São duas etapas fundamentais no seguimento de Jesus, a primeira delas é: ouvi-Lo, dar atenção a Ele. Uma pessoa só é importante para a outra quando lhe dá atenção e a escuta. O filho é importante para os pais, então, esses param tudo o que estiverem fazendo, para escutá-lo e dar atenção às necessidades do filho deles. Um pai e uma mãe negligenciam quando: não são mais capazes de escutar; um casal, marido e mulher, serão negligentes um com o outro, quando não tiverem mais capacidade de escutar. É importante saber ouvir; dar atenção ao outro é essencial.
Um filho, torna-se um péssimo filho, quando não escuta mais os seus pais. Ele pode dizer:“Eu amo muito a minha mãe”, entretanto, se não a escuta, não a ouve, não lhe dá atenção; o amor dele é questionável.
O discípulo é aquele que escuta, portanto, não basta dizer: “Eu sou parente de Jesus”, se não O escutamos e não damos atenção a Ele, agindo assim, não somos discípulos d’Ele. O discípulo é aquele que escuta e coloca em prática e vive, na sua vida, a vontade do Pai.
O que é a vontade do Pai? É aquilo que nós escutamos quando paramos para ouvi-Lo. Por que, muitas vezes, não colocamos em prática a vontade de Deus? A resposta é simples: não paramos para escutá-Lo.
Temos a alegria de celebrarmos, hoje, a apresentação de Nossa Senhora ao templo. Maria apresentou, inteiramente, a sua vida, desde o ventre da mãe d’Ela, para ouvir a Deus e fazer a vontade d’Ele. No entanto, tornou-se a discípula número um, a discípula mais fiel. Não foi somente seu ventre que gerou Jesus, mas foi toda a sua vida que O escutou, e colocou em prática o desejo do Pai.
Deus abençoe você!
Liturgia da Palavra de hoje (21) Liturgia da Palavra de hoje (21) Reviewed by Ricardo Adriano on novembro 21, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste