Adbox
Tecnologia do Blogger.

Liturgia da Palavra de hoje (17)

Primeira Leitura (1Sm 17,32-33.37.40-51)
Leitura do Primeiro Livro de Samuel.
Naqueles dias, 32Davi foi conduzido a Saul e lhe disse: “Ninguém desanime por causa desse filisteu! Eu, teu servo, lutarei contra ele”. 33Mas Saul ponderou: “Não poderás enfrentar esse filisteu, pois tu és só ainda um jovem, e ele é um homem de guerra desde a sua mocidade”. 37Davi respondeu: “O Senhor me livrou das garras do leão e das garras do urso. Ele me salvará também das mãos deste filisteu”. Então Saul disse a Davi: “Vai, e que o Senhor esteja contigo”. 40Em seguida, tomou o seu cajado, escolheu no regato cinco pedras bem lisas e colocou-as no seu alforje de pastor, que lhe servia de bolsa para guardar pedras. Depois, com a sua funda na mão, avançou contra o filisteu.
41Este, que se vinha aproximando mais e mais, precedido do seu escudeiro, 42quando pôde ver bem Davi desprezou-o, porque era muito jovem, ruivo e de bela aparência. 43E lhe disse: “Sou por acaso um cão, para vires a mim com um cajado?” E o filisteu amaldiçoou Davi em nome de seus deuses. 44E acrescentou: “Vem, e eu darei a tua carne às aves do céu e aos animais da terra!” 45Davi respondeu: “Tu vens a mim com espada, lança e escudo; eu, porém, vou a ti em nome do Senhor todo-poderoso, o Deus dos exércitos de Israel que tu insultastes! 46Hoje mesmo, o Senhor te entregará em minhas mãos, e te abaterei e te cortarei a cabeça, e darei o teu cadáver e os cadáveres do exército dos filisteus às aves do céu e aos animais da terra, para que toda a terra saiba que há um Deus em Israel. 47E toda esta multidão de homens conhecerá que não é pela espada nem pela lança que o Senhor concede a vitória; porque o Senhor é o árbitro da guerra, e ele vos entregará em nossas mãos”. 48Logo que o filisteu avançou e marchou em direção a Davi, este saiu das linhas de formação e correu ao encontro do filisteu. 49Davi meteu, então, a mão no alforje, apanhou uma pedra e arremessou-a com a funda, atingindo o filisteu na fronte com tanta força, que a pedra se encravou na sua testa e o gigante tombou com o rosto em terra.
50E assim Davi venceu o filisteu, ferindo-o de morte com uma funda e uma pedra. 51E, como não tinha espada na mão, correu para o filisteu, chegou junto dele, arrancou-lhe a espada da bainha e acabou de matá-lo, cortando-lhe a cabeça. Vendo morto o seu guerreiro mais valente, os filisteus fugiram.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 143)
— Bendito seja o Senhor, meu rochedo!
— Bendito seja o Senhor, meu rochedo!
— Bendito seja o Senhor, meu rochedo, que adestrou minhas mãos para a luta, e os meus dedos treinou para a guerra!
— Ele é meu amor, meu refúgio, libertador, fortaleza e abrigo; É meu escudo: é nele que espero, ele submete as nações a meus pés.
— Um canto novo, meu Deus, vou cantar-vos, nas dez cordas da harpa louvar-vos, a vós que dais a vitória aos reis e salvais vosso servo Davi.

Evangelho (Mc 3,1-6)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 1Jesus entrou de novo na sinagoga. Havia ali um homem com a mão seca. 2Alguns o observavam para ver se haveria de curar em dia de sábado, para poderem acusá-lo. 3Jesus disse ao homem da mão seca: “Levanta-te e fica aqui no meio!” 4E perguntou-lhes: “É permitido no sábado fazer o bem ou fazer o mal? Salvar uma vida ou deixá-la morrer?” Mas eles nada disseram. 5Jesus, então, olhou ao seu redor, cheio de ira e tristeza, porque eram duros de coração; e disse ao homem: “Estende a mão”. Ele a estendeu e a mão ficou curada. 6Ao saírem, os fariseus com os partidários de Herodes, imediatamente tramaram, contra Jesus, a maneira como haveriam de matá-lo.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
Quem são esses que nada disseram? São os fariseus que ficaram observando se Jesus curaria, se Ele cuidaria daquele homem de mão seca, em dia de sábado. Eles não estavam preocupados com o homem, eles estavam preocupados com o sábado. Este é o problema de muitos de nós, é o problema da nossa fé, da nossa vivência religiosa: nos preocupamos muito mais com os preceitos, com os templos, e não nos preocupamos com o que é mais importante – a pessoa.
Os preceitos, os tempos, os lugares; ficarão, passarão. Serão um dia destruídos, mas, esse “templo” que somos nós é pertença de Deus.
Em primeiro lugar e acima de qualquer coisa, Jesus veio para cuidar das pessoas . Que respeito e consideração temos que ter com o ser humano?Não é fecharmos as portas das igrejas, para não acolher aos pobres, doentes, mendigos, pessoas de rua. São essas pessoas que precisam ser acolhidas, amadas, cuidadas! Como se o templo fosse mais importante do que a pessoa, como se as nossas orações, as nossas práticas fossem mais importantes do que o cuidado, a caridade ou assim por diante. Não precisamos relativizar nada, mas não podemos ignorar o essencial. O essencial é cuidar daquele que precisa ser cuidado.
Esses homens religiosos observavam; aquele homem tinha a mão seca, e uma pessoa naquela situação ficava de lado, não tinha espaço. A primeira coisa que Jesus disse foi: “Levanta-te e vem para o meio. Vem para o centro, porque no coração de Deus você ocupa o lugar principal”. É assim que temos que dizer para os nossos doentes, para os nossos pobres e pecadores.
Ninguém pode ficar afastado. Muitos pensam: “Na igreja, no templo, não tem lugar para esses”. Se não tem, a graça sai do templo para ir ao encontro daquela pessoa, porque, para Deus a pessoa é mais importante do que o sábado, do que o templo ou algum preceito religioso.
Deus abençoe você!
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Adriano

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.

0 comentários: