Adbox
Tecnologia do Blogger.

Expectativa de vida aumenta e idosos ficam cada vez mais ativos na terceira idade

Nas últimas décadas, devido a novas descobertas da medicina e uma melhora significativa do bem-estar da população, a expectativa de vida dos homens e mulheres têm tido uma tendência a aumentar e no Brasil não é diferente.
Em 2014, a expectativa de vida estava na média dos 75,2 anos e atualmente já se encontra nos 75,8 anos. Isto é uma indicativa da melhora progressiva e consistente que tem sido experimentada.
De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nos últimos anos a população masculina teve um ganho expressivo de tempo maior que o das mulheres. Entretanto, elas ainda vivem mais tempo que eles, chegando a quase 80 anos.
Os dados indicam que mulheres vivem em média de cinco a dez anos a mais que os homens e que esta tendência pode ser observada em, literalmente, todos os estados do Brasil. Apesar disto, alguns estados possuem diferenças ainda mais proeminentes.
A maior diferença entre os gêneros pode ser encontrada no Alagoas, seguida por Bahia e Sergipe. Os lugares onde as mulheres vivem mais, ultrapassando os 80 anos, estão localizados no Distrito Federal, Espírito Santo, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo e Paraná.
Independente de diferenças, a esperança de vida de todos está aumentando de maneira consistente. Pesquisadores do IBGE, como Fernando Albuquerque, atribuem a maior expectativa de vida a avanços medicinais da década de 1940.
Na época, a esperança de vida estava na casa dos 45 anos, entretanto, após a utilização de boas políticas de saúde pública, os valores começaram a subir. Grandes sucessos brasileiros incluem as campanhas de vacinação em massa e uma atenção especial a um bom desenvolvimento da população, especialmente na primeira idade.
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Adriano

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.

0 comentários: