Liturgia da Palavra de hoje (21)

Primeira Leitura (Jn 3,1-10)
Leitura da Profecia de Jonas
1A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas, pela segunda vez: 2“Levanta-te e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive e anuncia-lhe a mensagem que eu te vou confiar”.
3Jonas pôs-se a caminho de Nínive, conforme a ordem do Senhor. Ora, Nínive era uma cidade muito grande; eram necessários três dias para ser atravessada. 4Jonas entrou na cidade, percorrendo o caminho de um dia; pregava ao povo, dizendo: “Ainda quarenta dias, e Nínive será destruída”.
5Os ninivitas acreditaram em Deus; aceitaram fazer jejum, e vestiram sacos, desde o superior ao inferior. 6A pregação chegara aos ouvidos do rei de Nínive; ele levantou-se do trono e pôs de lado o manto real, vestiu-se de saco e sentou-se em cima de cinza.7Em seguida, fez proclamar, em Nínive, como decreto do rei e dos príncipes: “Homens e animais bovinos e ovinos não provarão nada! Não comerão e não beberão água. 8Homens e animais se cobrirão de sacos, e os homens rezarão a Deus com força; cada um deve afastar-se do mau caminho e de suas práticas perversas.
9Deus talvez volte atrás, para perdoar-nos e aplacar sua ira, e assim não venhamos a perecer”. 10Vendo Deus as suas obras de conversão e que os ninivitas se afastavam do mau caminho, compadeceu-se e suspendeu o mal, que tinha ameaçado fazer-lhes, e não o fez.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus

Responsório (Sl 50)
— Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!
— Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!
— Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me! Lavai-me todo inteiro do pecado, e apagai completamente a minha culpa!
— Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não me afasteis de vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!
— Pois não são de vosso agrado os sacrifícios, e, se oferto um holocausto, o rejeitais. Meu sacrifício é minha alma penitente, não desprezeis um coração arrependido!

Evangelho (Lc 11,29-32)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 29quando as multidões se reuniram em grande quantidade, Jesus começou a dizer: “Esta geração é uma geração má. Ela busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal de Jonas.
30Com efeito, assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, assim também será o Filho do Homem para esta geração. 31No dia do julgamento, a rainha do Sul se levantará juntamente com os homens desta geração, e os condenará. Porque ela veio de uma terra distante para ouvir a sabedoria de Salomão. E aqui está quem é maior do que Salomão.
32No dia do julgamento, os ninivitas se levantarão juntamente com esta geração e a condenarão. Porque eles se converteram quando ouviram a pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
O livro de Jonas, lá no Antigo Testamento, traz para nós uma visão de um Deus que parece fazer ameaça, que castiga, mas não é nada disso. Ainda que seja uma linguagem muito simbólica, ela nos ajuda a compreender o que vivemos na vida e que, talvez, por causa de uma linguagem como essa, muitos acreditam que os males do mundo são castigos de Deus. Não! É ao contrário, Deus é Aquele que cuida de nós. Os castigos são consequências naturais dos erros, das escolhas erradas e dos caminhos que tomamos nessa vida.
Óbvio que, quem toma veneno vai morrer; Deus não o condena por ter tomado veneno, não! A pessoa morreu porque ela optou em tomar o veneno. Óbvio que, se nos colocarmos em perigo, esse nos deixa frágeis, e se nos colocarmos em situação que podemos nos acidentar, e acabamos nos acidentando, não foi porque Deus quis que sofrêssemos aquele acidente ou aquela tragédia, nós quem “os procuramos”. Muitas coisas trágicas que acontecem na nossa vida, fazem o coração de Deus chorar, porque nós não prestamos atenção nas escolhas que fazemos na vida.
Precisamos nos converter para que o mal não recaia sobre nós, assim como recaiu sobre aquela cidade. Foi ela que puxou o mal sobre ela, Nínive estava vivendo uma vida totalmente errada, pecaminosa e, assim é conosco, tudo o que vivemos de mal, o atrai para nós e sobre nossa vida.
A conversão abre os nossos olhos e traz para perto de nós o amor, proteção, cuidado e ternura de Deus. O sinal de Jonas para todos nós é um sinal muito claro de que todos nós precisamos nos converter e não é uma conversão superficial, e sim a de rever a nossa vida, ver que muitas coisas estão erradas, que não estão em um bom caminho e isso nos conduz para o caminho da morte. Por isso, devemos nos afastar desse caminho, dessa conduta do mal e “pegarmos” a conduta do bem, do Caminho, da Verdade e da Vida, porque é lá que Deus cuida de nós, nos protege e livra de tantas coisas trágicas que enfrentamos nessa vida.
Você quer coisa mais trágica do que o pecado nos destruindo e acabando com a nossa vida, juventude, casamentos, relacionamentos humanos, comunidades e paróquias? Ou passamos por um processo de conversão sincera ou o pecado vai entrando, arruinando, disseminando e cria situações de discórdia, divisão e assim por diante.
A salvação está na conversão. Trilhemos sempre o caminho da conversão e a graça de Deus irá nos acompanhar e abençoar.
Deus abençoe você!
Liturgia da Palavra de hoje (21) Liturgia da Palavra de hoje (21) Reviewed by Ricardo Adriano on fevereiro 21, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste