Liturgia da Palavra de hoje (28)

Liturgia da Palavra
Primeira Leitura (Jr 18,18-20)
Leitura do Livro do Profeta Jeremias.
Naqueles dias, 18disseram eles: “Vinde para conspirarmos juntos contra Jeremias; um sacerdote não deixará morrer a lei; nem um sábio, o conselho; nem um profeta, a palavra. Vinde para o atacarmos com a língua, e não vamos prestar atenção a todas as suas palavras”.
19Atende-me, Senhor, ouve o que dizem meus adversários. 20Acaso pode-se retribuir o bem com o mal? Pois eles cavaram uma cova para mim. Lembra-te de que fui à tua presença, para interceder por eles e tentar afastar deles a tua ira.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus

Responsório (Sl 30)
— Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!
— Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!
— Retirai-me desta rede traiçoeira, porque sois o meu refúgio protetor! Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel!
— Ao redor, todas as coisas me apavoram; ouço muitos cochichando contra mim; todos juntos se reúnem, conspirando e pensando como vão tirar-me a vida.
— A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio, e afirmo que só vós sois o meu Deus! Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor!

Evangelho (Mt 20,17-28)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 17enquanto Jesus subia para Jerusalém, ele tomou os doze discípulos à parte e, durante a caminhada, disse-lhes: 18“Eis que estamos subindo para Jerusalém, e o Filho do Homem será entregue aos sumos sacerdotes e aos mestres da Lei. Eles o condenarão à morte, 19e o entregarão aos pagãos para zombarem dele, para flagelá-lo e crucificá-lo. Mas no terceiro dia ressuscitará”.
20A mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. 21Jesus perguntou: “Que queres?” Ela respondeu: “Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda”. 22Jesus, então, respondeu-lhe: “Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?” Eles responderam: “Podemos”. 23Então Jesus lhes disse: “De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é quem dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou”.
24Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. 25Jesus, porém, chamou-os, e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. 26Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; 27quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. 28Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
Nós gostamos dos primeiros lugares, da exaltação, gostamos de que as pessoas nos sirvam, mas, a lógica evangélica de quem é seguidor de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo não é ser servido, ser exaltado, ser curtido, ser o mais importante e sempre lembrado, a lógica de quem segue Jesus Cristo é a de seguir os Seus passos.
Jesus Cristo lavou os pés dos Seus discípulos, cuidou dos doentes e dos enfermos, dos últimos, dos desprezados e dos humilhados. Ele colocou-se aos pés dos homens e desceu ao pó da terra, para dela (misturada a sua saliva) retirar a cura para tantas enfermidades e doenças da humanidade.
Se nós queremos salvar a humanidade não é nos engrandecendo, exaltando ou nos elevando, porque a salvação está em quem abaixa-se, humilha-se, a salvação está em quem sabe descer, servir, em que se coloca aos pés dos outros.
A salvação não vem pela cabeça. É muita cabeça pensando e muita gente querendo ser mais do que o outro. A salvação vem pelos pés, depois ela sobe. Então, para salvar coração e cabeça, é preciso descer para servir e se colocar a serviço dos outros. E, muitas vezes, em nossas comunidades o que mais faltam são seguidores – pessoas que tem o espírito de serviço e doação.
Temos que começar pela nossa própria casa, a obrigação de cuidar da casa não é da mãe, da empregada e seja lá de quem for. Acho uma tremenda humilhação e falta de consideração, ter alguém em nossa casa, seja a mãe ou seja a pessoa que está lá para fazer o serviço da casa, e muitos de nós não serem capazes de colocar nem a louça que comeu na pia. A pessoa levantar da cama e não ser capaz de dobrar a sua coberta. Ninguém tem escravo e nem empregado e as pessoas que nos “servem” têm de ser bem tratadas, amadas e cuidadas, e não não querer colocar essas pessoas abaixo de nós.
Não podemos servir resto de comida para as pessoas, ninguém tem direito a resto; não podemos dar para as pessoas as coisas que não nos servem mais, isso é próprio de gente que tem nariz empinado, que se sente mais importante do que os outros. Não podemos admitir que um filho dentro de uma casa, não seja capaz de pegar a sua roupa e a colocar na máquina ou no local em que se recolhe para poder lavar. Não podemos pensar que, em uma casa, mesmo que trabalhemos fora, não possamos colaborar com o cuidado da nossa própria casa.
Servir é atitude de quem serve a Jesus. Servir não é na Igreja: fazer uma leitura bonita, mostrar minha voz de cantor, ou que, sou isso ou aquilo. Servir é, acima de tudo, ter atitude de humildade em todas as situações de vida. Humildade nos salva, porque o veneno do orgulho nos perde e nos perde muito.
Deus abençoe você!
Liturgia da Palavra de hoje (28) Liturgia da Palavra de hoje (28) Reviewed by Ricardo Adriano on fevereiro 28, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste