Omeprazol pode causar demência


Um estudo divulgado recentemente pela revista da Associação Médica Norte-Americana revela que o uso continuo, durante mais de dois anos, de omeprazol, o segundo medicamento mais consumido do mundo depois do paracetamol e uso mais comum para problemas gástricos, favorece a aparição de demência, danos neurológicos e também pode causar anemia.
O estudo da Kaiser Permanente avaliou a relação entre uso continuo, por mais de dois anos, de doses elevadas de “omeprazol”, na ordem dos 40 miligrams diários, e a falta de vitamina B12, que pode levar a problemas neurológicos graves, como a demência, ou anemias.

O LADO BOM DO OMEPRAZOL

O aparecimento de omeprazol, diz o especialista, foi uma autêntica revolução no tratamento de úlceras gástricas e na hérnia de hiato, que são as principais indicações. Para os primeiros, porque as lesões no estômago provocavam dor e mal estar condicionando a qualidade de vida. O maior avanço supõe-se, sem dúvida, no tratamento da hérnia hiatal, cuja principal terapia era a cirurgia que dava muitoa maus resultados..
provedora de serviços nos Estados Unidos e referência mundial no manejo sanitário decidiu avaliar os riscos para a saúde do consumo em longo prazo deste fármaco; e os resultados do estudo foram publicados na revista da Associação Médica Americana, “JAMA”.
“A consequência deste estudo não é que se devam evitar estes medicamentos, que são extremamente seguros, mas sim que devem ser bem utilizados”, defende, também no “El Mundo”, o presidente da Sociedade Espanhola de Patologia Digestiva, Fernando Carballo.
Omeprazol pode causar demência Omeprazol pode causar demência Reviewed by Ricardo Adriano on março 16, 2018 Rating: 5

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste