Em discurso, Temer diz que "gestos irresponsáveis" desestabilizam o país

São Paulo - O presidente da República, Michel Temer, participa do Fórum Econômico Brasil e Países Árabes Alan Santos/PR
Em discurso na tarde de hoje (2) em São Paulo, no Fórum Econômico Brasil e Países Árabes, o presidente da República, Michel Temer, disse que há pessoas tentando desestabilizar o seu governo mas que, apesar disso, o Brasil está voltando a crescer.
“Nesses quase dois anos de governo não foram poucos os embaraços e as oposições que sofremos. Até de gente disposta a desestabilizar o país com gestos extremamente irresponsáveis que têm, naturalmente, repercussão internacional. As pessoas que agem dessa maneira não sentem brasilidade em seu coração e sabem que gestos dessa natureza comprometem e criam problemas nos aspectos internacionais. Mas, apesar de tudo isso, vencemos todas as dificuldades e chegamos onde estamos. Com coragem e responsabilidade, implementamos uma agenda de reformas que recolocou o país de volta nos trilhos”, disse o presidente, sem citar exatamente quem seriam essas pessoas. O evento foi promovido pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira.
Na última semana, o advogado José Yunes e o coronel aposentado João Baptista Lima Filho, ambos pessoas próximas ao presidente Temer, foram presos pela Polícia Federal na Operação Skala.
O inqúerito apura suspeitas de que agentes públicos favoreceram empresas do setor portuário com a publicação de um decreto assinado pelo presidente Michel Temer em maio do ano passado, o chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017).

Temer voltou a falar hoje que o Brasil enfrentou sua maior recessão, mas que, durante o seu governo, a economia cresceu. “Estamos saindo da pior recessão da nossa história e ingressando em uma fase de crescimento mais vigoroso e cada vez mais sustentável. Por isso digo que o Brasil voltou e veio para ficar”, afirmou.

Dirigindo-se a empresários e representantes de países árabes, o presidente lembrou de seu pai, que veio do Líbano, e disse que o Brasil sabe acolher estrangeiros. “Estou na posição em que me encontro [a de presidente da República] a significar também o acolhimento extraordinário que o Brasil dá aos estrangeiros”, comentou.

Segundo o presidente, o comércio entre o Brasil e os países árabes saltou 20% no último ano, chegando a US$ 20 bilhões. “Produtivo para os países árabes, naturalmente produtivo para o Brasil”. 

Temer encerrou o discurso convidando a todos a investirem no país. “Convido aqui todos os presentes, brasileiros de nascimento ou de coração, a serem nossos parceiros nessa caminhada. Invistamos no Brasil. Vale a pena”.

Antes da fala do presidente, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, fez um discurso citando as medidas implementadoa pelo atual governo, entre elas a reforma trabalhista, o estabelecimento de um teto de gastos, a redução da taxa de juros e o regime de recuperação dos estados. “O presidente Temer está vencendo o desafio com uma ampla gama de reformas”, disse o ministro, citando que o governo ainda prevê privatizar a Eletrobras e mexer na lei de recuperação judicial e de falências.

Meirelles destacou que a expectativa para 2018 é de um crescimento de 3% do Produto Interno Bruto (PIB). “Quero registrar que essas medidas fundamentais [citadas por Meirelles] , importantíssimas, esperadas há muitos anos, foram realizadas em um governo que não tem quatro ou oito anos, mas que tem menos de dois anos. Basta ter desejo, vontade e disposição para fazer", disse Temer.

Fonte: Agência Brasil

Em discurso, Temer diz que "gestos irresponsáveis" desestabilizam o país Em discurso, Temer diz que "gestos irresponsáveis" desestabilizam o país Reviewed by Paulo Roberto on abril 03, 2018 Rating: 5

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste