Adbox
Tecnologia do Blogger.

Liturgia da Palavra de hoje (10)


Primeira Leitura (At 4,32-37)
Leitura dos Atos dos Apóstolos
32A multidão era um só coração e uma só alma. Ninguém considerava como próprias as coisas que possuía, mas tudo entre eles era posto em comum.
33Com grandes sinais de poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus. E os fiéis eram estimados por todos. 34Entre eles ninguém passava necessidade, pois aqueles que possuíam terras ou casas, vendiam-nas, levavam o dinheiro, 35e o colocavam aos pés dos apóstolos. Depois, era distribuído conforme a necessidade de cada um.
36José, chamado pelos apóstolos de Barnabé, que significa filho da consolação, levita e natural de Chipre, 37possuía um campo. Vendeu e foi depositar o dinheiro aos pés dos apóstolos.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 92)
— Reina o Senhor, revestiu-se de esplendor.
— Reina o Senhor, revestiu-se de esplendor.
— Deus é Rei e se vestiu de majestade, revestiu-se de poder e de esplendor!
— Vós firmastes o universo inabalável, vós firmastes vosso trono desde a origem, desde sempre, ó Senhor, vós existis!
— Verdadeiros são os vossos testemunhos, refulge a santidade em vossa casa, pelos séculos dos séculos, Senhor!

Evangelho (Jo 3,7b-15)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo João.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, disse Jesus a Nicodemos: 7b“Vós deveis nascer do alto. 8O vento sopra onde quer e tu podes ouvir o seu ruído, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim acontece a todo aquele que nasceu do Espírito”.
9Nicodemos perguntou: “Como é que isso pode acontecer?” 10Respondeu-lhe Jesus: “Tu és mestre em Israel, mas não sabes estas coisas? 11Em verdade, em verdade, te digo, nós falamos daquilo que sabemos e damos testemunho daquilo que temos visto, mas vós não aceitais o nosso testemunho. 12Se não acreditais, quando vos falo das coisas da terra, como acreditareis se vos falar das coisas do céu? 13E ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu, o Filho do Homem. 14Do mesmo modo como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que o Filho do Homem seja levantado, 15para que todos os que nele crerem tenham a vida eterna”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
Aquilo que, o Mestre Jesus disse ao velho Nicodemos, num primeiro momento pareceu estranho. Também parece estranho para nós dizer que “devemos nascer do Alto” quando, na verdade, nascemos aqui na Terra, nascemos do ventre da nossa mãe.
Aquele que nasce da carne é carne; aquele que nasce da humanidade é apenas homem; e Deus não nos quer sendo somente homens e mulheres; Ele quer que sejamos homens e mulheres do Céu, sem tirarmos os nossos pés daqui; Ele quer que tenhamos um coração divinizado pela Sua presença entre nós.
Jesus veio habitar no meio de nós para que habitemos e tenhamos o Céu presente em nossa vida.
Nascer do Alto tem um sentido espiritual muito profundo, porque, quando nós temos apenas uma visão de vida: humana, mundana, cercada dos conceitos que aprendemos nas escolas, nas situações que vivemos na vida e até mesmo na nossa própria casa; se vivermos cercados pelos conceitos do mundo que nos rodeia, desculpem, mas nossos pensamentos e sentimentos serão apenas humanos e mundanos.
Precisamos vencer essa mundanidade. O mundo entra em nós com as coisas horríveis que há nele e, muitas vezes, entramos de cheio nas coisas do mundo e, por causa disso, a nossa mentalidade é guiada por este mundo.
Ou nascemos do Alto, ou vamos pensar somente como o mundo, entretanto, se nascemos do Alto podemos pensar como Deus. Os sentimentos de Deus salvam e renovam aqueles sentimentos que trazem paz e renovação para a nossa mente e para o nosso coração, renascem quando nós renascemos do Alto.
Permitamos renascer de novo, permitamos que a nossa vida seja moldada por Deus.
Neste tempo maravilhoso da Páscoa, Deus quer nos permitir renascer, quer permitir que a nossa vida seja ressurgida n’Ele. Ele quer dar um novo sabor, um novo sentido à nossa vida, um colorido novo à vida de cada um de nós.
Desapeguemos dessa forma de pensar na vida para que, uma nova mentalidade e um novo coração ressurjam a partir do coração de Deus.
Deus abençoe você!
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Adriano

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.