Liturgia da Palavra de hoje (9)


Primeira Leitura (Is 7,10-14;8,10)
Leitura do Profeta Isaías.
Naqueles dias, 10o Senhor falou com Acaz, dizendo: 11“Pede ao Senhor teu Deus que te faça ver um sinal, quer provenha da profundeza da terra, quer venha das alturas do céu”. 12Mas Acaz respondeu: “Não pedirei nem tentarei o Senhor”. 13Disse o profeta: “Ouvi então, vós, casa de Davi; será que achais pouco incomodar os homens e passais a incomodar até o meu Deus? 14Pois bem, o próprio Senhor vos dará um sinal. Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Emanuel, 8,10porque Deus está conosco.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 39)
— Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!
— Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!
— Sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor, meus ouvidos; não pedistes ofertas nem vítimas, holocaustos por nossos pecados, e então eu vos disse: “Eis que venho!”
— Sobre mim está escrito no livro: “Com prazer faço a vossa vontade, guardo em meu coração vossa lei!”
— Boas-novas de vossa justiça anunciei numa grande assembleia; vós sabeis: não fechei os meus lábios!
— Proclamei toda a vossa justiça, sem retê-la no meu coração; vosso auxílio e lealdade narrei. Não calei vossa graça e verdade na presença da grande assembleia.

Segunda Leitura (Hb 10,4-10)
Leitura da Carta aos Hebreus.
Irmãos, 4é impossível eliminar os pecados com o sangue de touros e bodes. 5Por isso, ao entrar no mundo, Cristo afirma: “Tu não quiseste vítima nem oferenda, mas formaste-me um corpo. 6Não foram do teu agrado holocaustos nem sacrifícios pelo pecado.7Por isso eu disse: Eis que eu venho. No livro está escrito a meu respeito: Eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade”. 8Depois de dizer: “Tu não quiseste nem te agradaram vítimas, oferendas, holocaustos, sacrifícios pelo pecado” — coisas oferecidas segundo a Lei — 9ele acrescenta: “Eu vim para fazer a tua vontade”. Com isso, suprime o primeiro sacrifício, para estabelecer o segundo. 10É graças a esta vontade que somos santificados pela oferenda do corpo de Jesus Cristo, realizada uma vez por todas.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Evangelho (Lc 1,26-38)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”
29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.
34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?” 35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”. 38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
Nesta segunda-feira, estamos celebrando a Solenidade da Anunciação do Senhor. Esta Solenidade é sempre celebrada no dia 25 de março, nove meses antes do Natal de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Neste ano, o dia 25 caiu em um domingo da Quaresma, por este motivo, a Igreja o transferiu para a segunda-feira após a Oitava da Páscoa.
Na alegria Pascal, este tempo que estamos vivendo, entramos na alegria que vem de Deus. Entramos na alegria de contemplarmos o Senhor que se encarna. Professamos a nossa fé no Ressuscitado que, encarnou-se no meio de nós, fez-se presente no meio de nós no ventre da Virgem Maria. Por isso, a presença de Deus traz alegria aos nossos corações.
A presença do Ressuscitado alegrou os discípulos. O anjo está dizendo a Maria: “Alegra-te, cheia de graça”. E por que Maria se alegrou? Porque Deus estava nela; Ele estava presente, encarnou-se nela. É este mistério lindo, maravilhoso e sublime que celebramos hoje.
Queremos a mesma alegria que o anjo trouxe a Maria, queremos a mesma alegria que os anjos trouxeram a Madalena e aos discípulos, por ocasião da Ressurreição do Senhor. Que os mesmos anjos tragam alegria ao nosso coração. A alegria de saber que Deus está entre nós, que Ele se encarnou no ventre de Maria e ela trouxe Jesus para ser o grande presente da nossa vida.
Deus quer estar vivo, encarnado e presente na vida de cada um de nós. Onde Deus está, podem ter muitos motivos para tristezas, desânimos, porém, jamais um coração que tem Deus é um coração triste. Esse coração passa por situações tristes na vida, por dificuldades e problemas, mas não permanece, porque, é uma alegria maior, plena; é uma alegria do Céu, alegria da presença divina, alegria da certeza de que Deus está entre nós.
Um coração só é arrasado pela tristeza, quando sai de Deus e sede lugar à tristeza na sua vida. Permitamos ser tomados por essa alegria de que Deus está entre nós. O anjo disse: “Maria, o Senhor é Contigo”. Isso tomou conta, incendiou plenamente o coração da Virgem Maria. Hoje, Deus está olhando para nós e está nos dizendo: “O Senhor está contigo. Alegra o seu coração”.
Não permita que nenhuma tristeza, decepção, nenhuma situação na qual possamos ser decepcionados ou tirado de nós a alegria de viver, possam tomar conta de nós. Há uma alegria única que ninguém pode nos roubar, porque Maria guardou para sempre; Ela é a mulher alegre, porque Deus entrou n’Ela e nunca mais saiu.
Que Deus esteja conosco e que seja a razão e a alegria da nossa vida.
Deus abençoe você!
Liturgia da Palavra de hoje (9) Liturgia da Palavra de hoje (9) Reviewed by Ricardo Adriano on abril 09, 2018 Rating: 5

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste