Adbox
Tecnologia do Blogger.

TJ decreta prisão preventiva de pastor acusado de abusar da filha

A Promotoria de Justiça concluiu existirem indícios suficientes que demonstram ser o pai o autor do crime
Tribunal de Justiça (TJ) decretou a prisão preventiva de um homem acusado de estuprar a filha, que na época tinha oito anos de idade. O crime aconteceu em 2017. A decisão saiu após um recurso apresentado pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), por meio da Promotoria de Justiça de Arapoti, nos Campos Gerais.
O pedido de prisão preventiva havia sido indeferido pela primeira instância, mas foi revisto pela 5ª Câmara Criminal do TJ.
De acordo com o Paraná Portal, o homem foi pastor evangélico em Arapoti durante alguns anos, sendo transferido, no final de 2017, para outra cidade.
O MPPR aponta que o acusado foi denunciado no mês passado pela prática do crime de estupro de vulnerável majorado e é considerado foragido da Justiça. As investigações indicam ainda que, no momento do crime, estavam no local, além da vítima e do réu, o irmão da criança, com dez anos de idade, e a mãe.
A criança foi levada a um hospital de Ponta Grossa, onde foi registrado boletim de ocorrência e iniciada investigação pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria).
A Promotoria de Justiça concluiu existirem indícios suficientes que demonstram ser o pai o autor do crime, após terem sido realizadas avaliações psicológicas, colheita de depoimentos, perícias, laudos morfológicos, exame de DNA e interceptações telefônicas.
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Adriano

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.

0 comentários: