Turma do STF manda Cabral voltar para prisão no Rio e proíbe uso de algemas

Ex-governador do Rio Sérgio Cabral chega ao IML de Curitiba (PR) para exame de corpo de delito - GIULIANO GOMES/PR PRESS
Por maioria, os ministros da Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) determinaram o retorno imediato do ex-governador Sérgio Cabral (MDB-RJ), que está preso no Paraná, para uma prisão no Rio.
Também decidiram abrir investigação, sob os cuidados do ministro Gilmar Mendes, para apurar supostos abusos na transferência de Cabral para o Paraná, como o uso de algemas.
O ex-governador, réu em 22 ações penais na Justiça Federal no Rio, foi transferido em janeiro deste ano para o Paraná por ordem dos juízes federais Sergio Moro, de Curitiba, e Caroline Vieira Figueiredo, do Rio.
A transferência foi determinada por causa de supostas regalias a que Cabral teria tido acesso no sistema prisional fluminense. As cenas do deslocamento causaram polêmica à época: o político chegou ao IML de Curitiba em 19 de janeiro para fazer o exame de corpo de delito com algemas nas mãos e uma corrente nos pés.
Turma do STF manda Cabral voltar para prisão no Rio e proíbe uso de algemas Turma do STF manda Cabral voltar para prisão no Rio e proíbe uso de algemas Reviewed by Ricardo Adriano on abril 10, 2018 Rating: 5

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste