Adbox
Tecnologia do Blogger.

IMAGENS FORTES: Detento que ficou com facão cravado na cabeça não tem sequelas após cirurgia; veja vídeo

O detento Pedro Rufino Ferreira Neto, de 34 anos, passou por episódio surpreendente na última semana. Internado no Hospital da Restauração, no Recife, com um facão cravado na cabeça, ele passou por cirurgia e passa bem, com quadro de saúde estável.

Segundo a assessoria de imprensa da unidade, o paciente já está na enfermaria e não está com sequelas após a operação para remover o objeto sem lhe causar danos. 

A cirurgia foi realizada na última quinta-feira, mesmo dia em que foi socorrido por agentes da Penitenciária Professor Barreto Campelo, na ilha de Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife.

Imagens registradas pelos agentes penitenciários no momento em que Rufino entra na viatura para ser levado ao hospital mostram que ele consegue se movimentar sem dificuldade, apesar de ainda estar com o facão preso no crânio.

Em outro momento, já em uma sala de atendimento médico, um homem lhe pergunta sobre quem desferiu o golpe. O detendo, com a cabeça enfaixada, responde que outro detento lhe chamou para ir até uma cela, onde foi ferido.

Leia abaixo, a nota da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) na íntegra:


“A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informa que, nesta quinta (26/04), a Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, registrou uma briga em que resultou no detento Pedro Rufino Ferreira Neto, 34 anos, ferido na cabeça e encaminhado ao Hospital da Restauração onde segue internado e estável. A Delegacia de Itamaracá investiga as ocorrências em que o fato ocorreu. O detento está no sistema penitenciário desde 2004, condenado por latrocínio e porte ilegal de arma”.
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Adriano

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.

0 comentários: