Adbox
Tecnologia do Blogger.

Liturgia da Palavra de hoje (30)

Primeira Leitura (Ef 5,21-33)
Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios.
Irmãos, 21vós, que temeis a cristo, sede solícitos uns para com os outros. 22As mulheres sejam submissas aos seus maridos como ao Senhor. 23Pois o marido é a cabeça da mulher, do mesmo modo que Cristo é a cabeça da Igreja, ele, o Salvador do seu Corpo. 24Mas como a Igreja é solícita por Cristo, sejam as mulheres solícitas em tudo pelos seus maridos. 25Maridos, amai as vossas mulheres, como o Cristo amou a Igreja e se entregou por ela. 26Ele quis assim torná-la santa, purificando-a com o banho da água unida à Palavra. 27Ele quis apresentá-la a si mesmo esplêndida, sem mancha nem ruga nem defeito algum, mas santa e irrepreensível. 28Assim é que o marido deve amar a sua mulher, como ao seu próprio corpo. Aquele que ama a sua mulher ama-se a si mesmo. 29Ninguém jamais odiou a sua própria carne. Ao contrário, alimenta-a e cerca-a de cuidados, como o Cristo faz com a sua Igreja; 30e nós membros do seu corpo! 31Por isso o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e os dois serão uma só carne. 32Este mistério é grande, e eu o interpreto em relação a Cristo e à Igreja. 33Em todo caso, cada um, no que lhe toca, deve amar a sua mulher como a si mesmo; e a mulher deve respeitar o seu marido.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 127)
— Felizes todos os que respeitam o Senhor!
— Felizes todos os que respeitam o Senhor!
— Feliz és tu se temes o Senhor e trilhas seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos hás de viver, serás feliz, tudo irá bem!
— A tua esposa é uma videira bem fecunda no coração da tua casa; os teus filhos são rebentos de oliveira ao redor de tua mesa.
— Será assim abençoado todo homem que teme o Senhor. O Senhor te abençoe de Sião, cada dia de tua vida.

Evangelho (Lc 13,18-21)
— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!
Naquele tempo, 18Jesus dizia: “A que é semelhante o Reino de Deus, e com que poderei compará-lo? 19Ele é como a semente de mostarda, que um homem pega e atira no seu jardim. A semente cresce, torna-se uma grande árvore, e as aves do céu fazem ninhos nos seus ramos”. 20Jesus disse ainda: “Com que poderei ainda comparar o Reino de Deus? 21Ele é como o fermento que uma mulher pega e mistura com três porções de farinha, até que tudo fique fermentado”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
Toda a questão do Evangelho de hoje é precisamente porque alguém, entre a multidão, perguntou a Jesus: "Mestre, pede ao meu irmão que compartilhe sua herança comigo". Esse homem estava pedindo a Jesus para dar um jeito para o irmão dividir a questão financeira com ele.
Sabemos que o dinheiro é o "Senhor" deste mundo, é o senhor das situações e relacionamentos. O dinheiro une as pessoas por interesse e também as rejeita quando elas não têm interesse. Com dinheiro, as pessoas compram, vendem, vendem; As pessoas se tornam mais importantes quando têm mais dinheiro e perdem toda a importância quando não o têm mais. Nós deixamos nossa vida ser movida apenas por aquele que é o Senhor deste mundo.
O Evangelho está dizendo hoje: cuidado contra todos os tipos de ganhos. A vida do homem não consiste nos bens que ele possui.
Podemos passar toda a nossa vida nutrindo o ganho de ter e possuir, e quando acreditamos que temos, que nos reunimos e acumulamos, a vida é tirada de nós. E nenhum dinheiro que juntamos restaura a nossa vida, nem nos dá a vida eterna, a menos que o dinheiro que recebemos honestamente tenha sido usado para promover o bem e a caridade.
Se deixarmos nossa vida ser movida apenas pelo lucro, a própria vida nos roubará quando menos esperamos.
A morte não avisa quando chega; e quando ela vem, ela nos traz para nós mesmos! Quando fomos apresentados
A morte não avisa quando chega; e quando ela vem, ela nos traz para nós mesmos! Quando fomos apresentados ao Senhor da nossa vida, nenhum dos bens materiais que acumulamos nos dará lugar na eternidade, pelo contrário, veremos uma multidão de pobres, aqueles que, nesta vida, não têm nada, cuidando da renda do povo. Céu
Vamos acumular os verdadeiros tesouros desta vida, vamos trabalhar, aplicar, vamos dar o melhor de nós mesmos, mas nunca ganhar por impulso, mas amor, caridade, desapego e generosidade. Assim, nosso coração terá paz para viver e também morrerá.
Deus te abençoe!
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Adriano

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.

0 comentários: