Policiais são investigados por furto de 1,4 tonelada de maconha de delegacia

Uma delegada de polícia e uma escrivã foram afastadas e 55 policiais civis estão sendo ouvidos pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil em investigação sobre o sumiço de 87 tabletes de maconha que estavam depositados, desde outubro do ano passado, no porão do 1.º Distrito Policial da capital paulista, na Liberdade, na região central da cidade. O furto da carga, que no momento da apreensão somou 1,4 tonelada, foi descoberto em 17 de agosto.
A escrivã Ivanete Franca de Souza, que era a responsável pela custódia da maconha, afirma ter percebido o desaparecimento da droga quando a equipe da delegacia foi trocada por outros policiais. É praxe em situações como essa que se faça inventário do material que está sendo repassado de uma equipe para outra, como armas e drogas apreendidas. Nessa conferência, ela se deu conta de que a apreensão não estava mais lá.
A 1,4 tonelada de maconha havia sido localizada pela polícia na edícula de uma casa na região central. Na ocasião, um homem foi preso em flagrante. A comunicação do furto da droga aos órgãos internos da polícia foi feita por Ivanete.
O advogado da escrivã, João Victor de Abreu, afirma que ela continua atuando na função, mas em outro distrito policial da cidade. “Ela segue confiando no trabalho da Corregedoria”, diz Abreu. “Gostaria que se frisasse a fragilidade do prédio, que é tombado pelo patrimônio histórico e onde não se pode fazer nenhuma alteração estrutural”, argumentou o defensor.
O próprio delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Bicudo, destaca a estrutura do prédio. “É uma casa antiga, tombada, do começo do século passado, com aproximadamente 2 mil m². Embaixo dela fica um calabouço, um porão, onde há uma coluna a cada dois metros, cheia de cantos, com uma enormidade de coisas apreendidas - e em um dos cantos estava a droga.”
Policiais são investigados por furto de 1,4 tonelada de maconha de delegacia Policiais são investigados por furto de 1,4 tonelada de maconha de delegacia Reviewed by Ricardo Adriano on outubro 03, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste