Adbox
Tecnologia do Blogger.

Lewandowski considera Justiça Eleitoral apta para julgar caixa 2

O ministro Ricardo Lewandowski votou hoje (14) a favor da competência da Justiça Eleitoral para investigar casos de corrupção quando envolverem simultaneamente caixa 2 de campanha e outros crimes comuns, como corrupção e lavagem de dinheiro. 
O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a definir ontem (13) se a competência para julgar crimes comuns conexos a crimes eleitorais é da Justiça Eleitoral ou Federal. Nas investigações da Operação Lava Jato, a maioria dos políticos começou a ser investigada na esfera federal e responde pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e caixa 2 de campanha. 
O placar do julgamento está em 5 votos a 3 contra o envio desses casos para a Justiça Eleitoral. Para a maioria formada até agora, esses processos devem ser julgados pela Justiça Federal, como vem ocorrendo. 
No entendimento de Lewandowski, nos casos envolvendo conflito de competência entre a Justiça comum e a especializada, deve prevalecer a segunda opção.  
Em dois dias de julgamento, os ministros Marco Aurélio e Alexandre de Moraes também votaram pela competência da Justiça Eleitoral. Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Rosa Weber e Luiz Fux e Cármen Lúcia entenderam que os casos de crimes conexos devem ser julgados pela Justiça Federal.
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Adriano

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.

0 comentários: