Adbox
Tecnologia do Blogger.

Liturgia da Palavra de hoje (20)

Primeira Leitura (Gn 14,18-20)
Leitura do Livro do Gênesis:
Naqueles dias, 18Melquisedec, rei de Salém, trouxe pão e vinho e, como sacerdote do Deus Altíssimo, 19abençoou Abrão, dizendo: “Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, criador do céu e da terra!
20Bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou teus inimigos em tuas mãos!” E Abrão entregou-lhe o dízimo de tudo.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 109)
— Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedec!
— Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedec!
— Palavra do Senhor ao meu Senhor:/ “Assenta-te ao lado meu direito/ até que eu ponha os inimigos teus/ como escabelo por debaixo de teus pés!”
— O Senhor estenderá desde Sião/ vosso cetro de poder, pois Ele diz:/ “Domina com vigor teus inimigos;
— tu és príncipe desde o dia em que nasceste;/ na glória e esplendor da santidade,/ como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!”/ Jurou o Senhor e manterá sua palavra:/ “Tu és sacerdote eternamente,/ segundo a ordem do rei Melquisedec!”

Segunda Leitura (1Cor 11,23-26)
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:
Irmãos: 23O que eu recebi do Senhor foi isso que eu vos transmiti: Na noite em que foi entregue, o Senhor Jesus tomou o pão 24e, depois de dar graças, partiu-o e disse: “Isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei isto em minha memória”.
25Do mesmo modo, depois da ceia, tomou também o cálice e disse: “Este cálice é a nova aliança, em meu sangue. Todas as vezes que dele beberdes, fazei isto em minha memória”.
26Todas as vezes, de fato, que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, estareis proclamando a morte do Senhor, até que ele venha.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Anúncio do Evangelho (Lc 9, 11b-17)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 11bJesus acolheu as multidões, falava-lhes sobre o Reino de Deus e curava todos os que precisavam.
12A tarde vinha chegando. Os doze apóstolos aproximaram-se de Jesus e disseram: “Despede a multidão, para que possa ir aos povoados e campos vizinhos procurar hospedagem e comida, pois estamos num lugar deserto”.
13Mas Jesus disse: “Dai-lhes vós mesmos de comer”. Eles responderam: “Só temos cinco pães e dois peixes. A não ser que fôssemos comprar comida para toda essa gente”.
14Estavam ali mais ou menos cinco mil homens. Mas Jesus disse aos discípulos: “Mandai o povo sentar-se em grupos de cinquenta”.
15Os discípulos assim fizeram, e todos se sentaram. 16Então Jesus tomou os cinco pães e os dois peixes, elevou os olhos para o céu, abençoou-os, partiu-os e os deu aos discípulos para distribuí-los à multidão. 17Todos comeram e ficaram satisfeitos. E ainda foram recolhidos doze cestos dos pedaços que sobraram.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
Nesta quinta-feira, fazemos memória àquela quinta-feira em que o Senhor se entregou por nós antes da Sua Paixão. Depois das festividades do tempo da Páscoa, a Igreja nos dá a graça de celebrarmos, numa quinta-feira, a Solenidade do Corpo e Sangue do Senhor.
É a maior dádiva que o Senhor deu à Sua Igreja, a qual vive da Eucaristia, vive do Corpo e Sangue do Senhor. A Igreja é o corpo do Senhor. A Igreja, que é o corpo místico de Cristo, alimenta seus filhos com o Corpo e Sangue do Senhor.
Temos comunhão com Deus por meio do Corpo e Sangue de Cristo. “Quem não comer a minha carne e não beber o meu sangue, não terá a vida em mim” (cf. João 6,53). Por isso, a vida da Igreja é a comunhão com Jesus na Eucaristia.
Hoje, tem um sentido festivo, nossas ruas estão enfeitadas para as procissões, os tapetes de Corpus Christi para celebrar, comemorar e engrandecer Aquele que se deu por nós, para fazermos festa a Deus e louvarmos por tamanho amor.

A vida da Igreja é a comunhão com Jesus na Eucaristia

Que Deus é esse que, além de se fazer carne, de se encarnar no meio de nós, permanece conosco dando-se na forma e na aparência do pão e do vinho? É um Deus escondido, real, vivo, verdadeiro e presente com o Seu Corpo e Sangue.
Algumas confissões cristãs não entenderam as palavras do Evangelho, professam que Jesus está presente de uma forma aparente ou que Ele é apenas um simbolismo. Mas não é isso que a Palavra de Deus fala sobre a promessa da Eucaristia, não fala sobre a presença aparente, quanto menos de uma presença de recordação.
É real, autêntica e verdadeira. Quando Jesus nos diz que é o Seu Corpo, quem vai dizer: “Jesus, não é o Seu Corpo”. Quando Ele nos diz que é o Seu Sangue, não podemos dizer: “Jesus, não é o Seu Sangue, só parece com o Seu Sangue”.
É um mistério da fé, mas não um mistério que ninguém pode saber; é mistério, porque é muito profundo, é lindo, sublime, divino e sagrado. É muito amor.
A Eucaristia é o mistério do amor. É Deus nos amando, é Deus conosco, entre nós. Adoremos Jesus na Eucaristia e, mesmo que, por algum motivo, algo o impeça de receber o Corpo e Sangue do Senhor, por algum impedimento canônico, procure adorar Jesus, procure viver na comunhão com Ele, porque ninguém pode ser impedido de adorá-Lo, amá-Lo, agradecer-Lhe e engrandecê-Lo por presente e dádiva tão sublime.
Tão sublime sacramento, voltamos para Ele todo o nosso coração e nosso amor. Glórias e louvores se deem, a todo momento, ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento.
Deus abençoe você!
Share on Google Plus

Sobre Blog Sociedade Ativa

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.

0 comentários: